A Parábola do Urso e a Panela …

Certa vez (a anos atrás) eu estava muito triste já fazia um tempo por querer muito algo que eu amava mas me fazia sofrer e lutava desesperadamente para te-lo, foi então que uma amiga (Carol Harumi) me mandou esse email ….. não sei porque mas nunca consegui exclui-lo e ele ficou “perambulando” na minha caixa até hoje.

Anos depois releio esse email e vejo que ele resume exatamente o meu momento atual e serve de lição para todos nós, por isso gostaria de compartilhar …. Leiam com atenção e coração aberto:

Certa vez um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento. A época era de escassez, porém seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento de caçadores. Ao chegar lá, o urso, percebendo que o acampamento estava vazio, foi até a fogueira ardendo em brasas e dela tirou uma panela de comida, abraçou-a com toda a sua força e enfiou a cabeça dentro, devorando tudo.

Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo. Na verdade, era o calor da panela: ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a panela encostava.

O urso nunca havia experimentado aquela sensação. Então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida.

Começou a urrar alto. E, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo. Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele a apertava e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores voltaram, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima à fogueira, segurando a panela. O urso tinha tantas queimaduras pelo corpo que a panela colou nele. E, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Quando terminei de ouvir esta história, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes. Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes e queremos perto. Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero. Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos, lutamos e defendemos.

Tem horas que é necessário reconhecer, que nem sempre o que parece salvação vai nos dar condições de prosseguir.

Tenhamos a coragem e a visão que o urso não teve. Tiremos do nosso caminho tudo aquilo que faz nosso coração arder.

Nesse momento, com muita dor no coração e o corpo todo queimado ( mas ainda viva ), solto a minha panela

Para Refletir !!!!

Kenia Milene

6 thoughts on “A Parábola do Urso e a Panela …

  1. nossa essa parabola tem muito a ver com meu momento hj mas infelizmente estou tendo a reaçao do urso ta me queimando mas é muito mais forte do q eu e com isso nao consigo soltar

  2. Engraçado como um texto tem o poder de permanecer vivo e servir para tantas pessoas.
    Há um tempo eu mandei ele para um amigo que estava mal em um relacionamento. Agora ele serviu pra mim!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s